Arquivo do mês: setembro 2008

Formigas voadoras

Aproveitando a minha paixão por aviões e o fato que atualmente eu estou tendo a possibilidade de atuar diretamente no sistema de controle de tráfego aéreo brasileiro, eis um videozinho bem interessante e impressionante com uma simulação do tráfego áereo mundial durante 24h.

O vídeo foi feito a partir de dados reais. O horário de pico na Europa e nos EUA chega a ser angustiante.

[link: http://gizmodo.com/5055160/24-hour-air-traffic-around-the-world-blows-minds-eyeballs%5D

Filmes da semana

Faz tempo que não escrevo aqui. Ando meio sem inspiração pra por no “papel” as minhas idéias. Para não passar setembro em branco, vou falar um pouco sobre os filmes que vi na última semana.

Primeiro, Ensaio sobre a cegueira, filme baseado na obra de José Saramago e dirigido por Fernando Meireles (diretor de Cidade de Deus e O Jardineiro Fiel). Fala sobre uma epidemia que deixa as pessoas cegas: o resultado é um mundo caótico. Gostei muito do filme, que conta com um elenco cheio de atores famosos como Danny Glover, Marc Ruffalo, Gael Garcia Bernal e a incrível Juliane Moore. E vale ressaltar que boa parte do filme foi filmado em Sampa, caracterizada como uma cidade americana.

No dia seguinte, fui ver o filme de Walter Saller, Linha de Passe. O filme também se passa em São Paulo, mas ao contrário do filme de Fernando Meireles, seus atores são desconhecidos, e a cidade não poderia ser retratada de forma mais crua e dura. A história gira em torno de uma família pobre da periferia: a mãe, empregada doméstica e torcedora do Timão, e 4 filhos. Cada um tenta se encontrar na vida, seja através da religião, seja através do futebol, seja atravessando a cidade como motoboy, ou simplesmente tentando descobrir e conhecer o pai. O filme é muito bom, os atores estão ótimos (sobretudo a mãe, que inclusive ganhou o prêmio de melhor atriz em Cannes, e o filho mais novo), mas saí do cinema meio pesado: o mundo real é duro.

Ontem, mudei completamente de estilo. Fui ver Babylon A.D (conhecido em português como Missão Babilônia), que conta a história de um mercenário que é contratado para levar uma menina de um convento da Europa do Leste para os Estados Unidos em um mundo futurista e completamente caótico e destruído pela guerra. Dois motivos me levaram a ver o filme, que tem Vin Diesel como ator principal: primeiro porque eu li o livro que originou o filme, chamado Babylon Babies, escrito pelo francês Maurice Dantec (na verdade eu nunca terminei o livro, apesar de ter gostado muito..coisas da vida). O segundo motivo, talvez o mais importante, foi que o filme foi dirigido pelo Mathieu Kassovitz, diretor e ator francês muito bom (e mais conhecido pelo público brasileiro como namorado da Amélie Poulain).