Arquivo do mês: outubro 2008

De volta

No dia 3 de Dezembro de 2007, escrevi um dos posts mais tristes deste blog, falando sobre o rebaixamento do Corinthians para a Série B (merecido, diga-se de passagem), depois de um longo ano de sofrimento e indignação. Hoje, 10 meses e 22 dias depois, vejo o meu time de volta à Série A!!! Muito bom ver a torcida no Pacaembú comemorando, emocionada, chorando de alegria. É melhor ainda ver o Felipe comemorando com a galera, nos braços da torcida, do outro lado do alambrado!!!!!

E para comemorar, nada melhor do que cantar

AQUI TEM UM BANDO DE LOUCO
LOUCO POR TI CORINTHIANS !!!

AQUELES QUE ACHAM QUE É POUCO
EU GRITO POR TI CORINTHIANS !!!

EU CANTO ATE FICAR ROUCO
EU CANTO ATE ENJOAR !!!

VAMO VAMO MEU TIMAO
VAMO MEU TIMAO

NAO PARA DE LUTAR !!!

AQUI TEM UM BANDO DE LOUCO, LOUCO POR TI CORINTHIANS !!!!

E, na onda do retorno, o refrão da música do Roberto Carlos:

Eu voltei
Agora prá ficar
Porque aqui
Aqui é meu lugar
Eu voltei pr’as coisas
Que eu deixei
Eu voltei…

Anúncios

Speedy com provedor externo, de novo!

Nota publicada no site do Speedy (http://www.speedy.com.br/comunicado.asp)

Atendendo a decisão judicial a Telefônica não pode mais prestar o “acesso” à internet diretamente aos clientes do Speedy.

A partir de 21 de agosto de 2008, para utilizar o Speedy os novos clientes deverão contratar um dos diversos provedores de acesso à internet existentes no mercado. Alguns destes provedores, em parceria com a Telefônica, fazem ofertas especiais para clientes Speedy.

Os clientes Speedy que realizam o acesso à Internet diretamente pela Telefônica, receberão um comunicado específico estabelecendo a data limite para contratação de um dos provedores disponíveis no mercado.

OK, na prática isto quer dizer que aquele usuário internet@speedy.com.br não irá mais funcionar.

Mas o mais interessante é notar na cara de pau da primeira frase:  “Atendendo a decisão judicial a Telefônica não pode mais prestar o “acesso” à internet diretamente aos clientes do Speedy.”. Primeiro por que deixa a entender queela estava permitindo acesso direto por vontade própria, o que é falso: foi uma liminar da justiça de São Paulo que a obrigou a fazer isso. Segundo porque o texto faz parecer que o tal acesso é algum serviço complexo prestado por ela.

Ora, todos sabemos que o tal “acesso” se resume a simplesmente verificar uma senha em uma base de dados! E além do mais, o único serviço prestado de fato pela Telefônica é o de fornecer o acesso à Internet!

Aos descontentes, eu diria que existem basicamente dois caminhos: um caminho possível é mudar de provedor de banda larga, para um que realmente possa oferecer acesso à Internet. A outra é entrar na Justiça. Um bom ponto de início para isso seria o site ABUSAR (http://www.abusar.org.br/).