Arquivo do mês: fevereiro 2009

Câmera indiscreta

Papo a 3, upload feito originalmente por Miguel Galves.

Anúncios

Claro!

Eu tenho fobia de lojas da Claro! Por menor que seja a fila, a espera é sempre longa. Talvez seja o mesmo para lojas de outras operadoras. Não sei.

Fato é que este final de semana, bati todos os recordes. Fiquei uma hora e meia ontem, e uma hora e meia hoje. Ontem pra comprar um novo celular para mim, e hoje para comprar um para a a minha namorada. O mesmo que o meu.

Apesar de adorar gadgets tecnológicos, não sou muito chegado em celular. Ou melhor, não faço questão de ter o celular da moda, apenas que seja bom para falar. Não faço questão de ter MP3 player, porquê tenho um iPod shuffle que é pequeno o suficiente, tem bateria melhor e mais memória. Tampouco faço questão de ter câmera: não importa quantos megapixels me ofereçam, nenhuma lente irá obter os resultados que a minha Canon XTi me oferece. Fiz curso de fotografia justamente para fugir da tentação de juntar toneladas de fotos ruins.

Mas meu celular estava bem acabado, e a Claro me ligou recentemente oferecendo um belíssimo bônus. Provavelmente uma tentativa de segurar o máximo possível de usuários antes que a tão esperada portabilidade chegue a São Paulo. Com isso em mente, decidi adquirir algo que tentasse preencher algumas lacunas que o meu saudoso Palm deixou: sincronização com minha agenda, tarefas e calendário no Mac, bluetooth. Aproveitei e escolhi um que me oferecia Wifi (importante em tempos de conectividade e de aumento de número de hotspots) e GPS (just for fun). Câmera e mp3 player vieram de brinde.

O que realmente me espantou é a total falta de integração dos sistemas internos da Claro. Quer saber seus pontos no clube de fidelidade? Abra o sistema X. Quer resgatar o seu bônus? Abra o sistema Y e peça para um colega se conectar por você. Quer registrar uma nova linha ou ter informações sobre o seu plano? Abra o sistema Z. Quer saber quais modelos estão disponíveis no seu plano? Abra uma planilha Excel. Não é de se espantar que os atendimentos sejam tão demorados.